1 2 3 4 5 »
"Ela era forte, e sabia. Por isso andava sorrindo por aí, ignorando todas as suas dores."
Adoecida. (via doistonsdeamor)
"Eu te amei muito. Nunca disse, como você também não disse, mas acho que você soube. Pena que as grandes e as cucas confusas não saibam amar. Pena também que a gente se envergonhe de dizer, a gente não devia ter vergonha do que é bonito. Penso sempre que um dia a gente vai se encontrar de novo, e que então tudo vai ser mais claro, que não vai mais haver medo nem coisas falsas. Há uma porção de coisas minhas que você não sabe, e que precisaria saber para compreender todas as vezes que fugi de você e voltei e tornei a fugir. São coisas difíceis de serem contadas, mais difíceis talvez de serem compreendidas — se um dia a gente se encontrar de novo, em amor, eu direi delas, caso contrário não será preciso. Essas coisas não pedem resposta nem ressonância alguma em você: eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha — e tenho — pra você. Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém, como você existe em mim."
Caio Fernando de Abreu.  (via requiz)
"Amor de amigo é coisa engraçada! É diferente de amor de pai, de mãe, de irmão, de namorado. Amor de amigo é amor que completa a gente. Um amigo não precisa estar com a gente o tempo todo, porque amor de amigo vence a distância. Amigo que é amigo mesmo pode até ter outros amigos, porque amor de amigo nunca acaba. Ele se multiplica. Tem amigo de tudo quanto é jeito: de infância, da escola, de bairro, de igreja, de faculdade, de internet, amigo de amigo. Tem amigo até que a gente nem lembra de onde veio. E cada um deles tem um espaço guardado na memória e no coração. Amigo é amigo porque está presente nos momentos mais importantes da vida da gente: o primeiro beijo, a primeira festa, a aprovação no vestibular, um picnic sábado à tarde, um dia de praia, ou até um almoço de domingo. Aos meus amigos, a todos eles, eu desejo que conquistem cada vez mais amigos. Porque amor de amigo não se cansa de amar."
Pedro Bial.  (via requiz)
"Somos poeta sem casa que tem as palavras como teto."
Thiago Guedes (via citou)
"

Eu sou assim. Eu guardo pra mim e não digo nada. Eu ponho um sorriso no rosto e finjo que não doí, que eu não ligo e que não me atinge. Já perdi as contas de quantas vezes impedi uma lagrima de rolar pelo meu rosto. Mais pode ter certeza que quando eu desabar vai ser feio. Quando eu me permitir chorar vai ser o choro mais triste do mundo.

"
Desconhecido.  (via transcurar)
"Ei cara, ela é assim, essa imensidão de sentimentos, que transbordam junto com a água cristalina. Não adianta você querer colocar o pezinho para senti-la, isso não vai responder suas dúvidas. Assim como a água, ela posso ser fria como o mar da Ferrugem ou tão quente quanto aquela velha piscina infantil de um clube qualquer. Ela está lá, esperando por você, mas já vou logo avisando: se for para apenas desfrutar da companhia dela, nem pule – ela não quero ser somente alguém para teu carpe diem e dividir algumas contas, ela é mais intensa do que isso, ela é do tipo para dividir a vida toda."
Ei cara, diz o que ela significa pra ti.  (via poeta-filosofo)
"Você é um canalha, eu sou uma besta por amar você. Você não se vê comigo, e eu só me vejo com você. Só me vejo ao seu lado, desenhando o teu olhar com a boca como a primeira vez em que nos vimos. Não consigo nem me imaginar sem você, pelo menos em meu coração. Não consigo viver sem teu sorriso, sem teu olhar, sem tua voz, sem ter você ao menos na minha imaginação falando tudo o que eu desejo ouvir. É, moreno, pensei em arrumar minha vida completamente, mas quando cheguei na sua parte, falei “deixa bagunçada, preciso dela bagunçada.” O que quer que eu faça, eu nunca vou deixar de te amar. É, nego, eu ainda não esqueci você, mais prefiro me manter calada. Do que iria adiantar falar se você não se vê ao lado, ao lado da menina que te ama. Mas também, será que não dá pra você mudar de ideia e ficar aqui comigo? Eu juro que te aceito, assim, um completo canalha e idiota. Porque eu sei, que só você me completa. É nesse teu jeito completamente o oposto do meu que eu me sinto em casa, é contigo, mesmo não ligando pra mim, mesmo se mostrando tão árido, tão imbecil, tão você; mesmo assim, é isso que quero pra mim, é de você que eu preciso pra viver, é você que eu vejo do meu lado nas noites frias ou nas tardes de sol ardido, é você, simplesmente é você, sempre foi e sempre vai ser. Pode ser um tanto quanto absurdo eu me doar tanto para alguém que simplesmente não me quer, mas, moreno, eu te aceito mesmo desse jeito, eu quero te mostrar que é de mim que você precisa, quero te conquistar, e fazer você deixar de ser um completo ogro para o amor que eu lhe dou. Espero, que você não se toque disso tudo que eu sinto por você quando eu me cansar, pois será tarde demais. Será que você não percebe tudo isso que eu faço por você mesmo sem receber algo em troca? O pior é que eu te amo assim desse jeitinho idiota de ser, isso que me conquistou de uma tal maneira que nem eu sei explicar. Fico imaginando o que fazer pra você prestar um pouco de atenção nessa boba aqui, que te aceita do seu modo que faz de tudo por você. E pior ainda você sabe disso, sabe que me completa e mesmo sabendo me faz precisar ainda mais de você, eu só queria entender será que eu que estou fazendo algo de errado? Ou é essa cisma que tenho de insistir em uma coisa que eu sei que não vai dar certo no final? Como você pode ser tão imbecil a ponto dos seus defeitos me fazerem gostar de você? Minha imaginação pra lá de maluca, eu sei que querer e não poder dói. Sonhar e não realizar dói. Planejar e não acontecer dói. Tudo isso fere, corta, sangra. Então por favor da valor a todo meu amor a esse pequeno mundinho que criei para nós, e não deixa meu maior medo acontecer, pois quando eu desistir me cansar não haverá nada nesse mundo que vá me fazer voltar atrás. Não prometo esperar para sempre. Amor também tem prazo de validade. Principalmente, amores errados, não correspondidos como o meu. Eu te quero como nunca quis outro alguém. Quero ser sua. Mas, também quero ser feliz. E até onde eu sei, felicidade não é sonhar acordada com quem pode aparecer qualquer dia com uma namorada - uma, duas, três, eu não sei. Não posso conviver com isso muito tempo. O pior é essa esperança de que sou diferente, de que a gente pode ser especial. Canalhas não valem a pena. Foi tudo que me disseram a vida toda. E agora, olha onde estou: apaixonada por um. Por que também não contaram que amor era tão difícil de esquecer? Se eu pudesse, amaria outro hoje mesmo. Tiraria seu nome dos melhores do facebook, e apagaria todas as lembranças de nós dois. O pior também é que não tenho a mínima vontade de mais ninguém. É só você, pra mim. E eu e mais sei lá quantas para você. É tão complicado gostar e não ser gostada, tão ridículo e doloroso. Acho que é isso que me cega e me impede de te esquecer: medo. Tenho medo de não amar novamente, de me machucar mais ainda. Porém, preciso me salvar desse amor impossível."
— Escrito por Kevellyn, Paula, Jasmyne e Renata em Julieta-s. (via contempus)
"Ontem chorei. Por tudo que fomos. Por tudo o que não conseguimos ser. Por tudo que se perdeu. Por termos nos perdido. Pelo que queríamos que fosse e não foi. Pela renúncia. Por valores não dados. Por erros cometidos. Acertos não comemorados. Palavras dissipadas.Versos brancos. Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência. Pelos apelos de paz não atendidos. Pelo amor derramado. Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido. Pelo respeito empoeirado em cima da estante. Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no guarda-roupa. Pelos sonhos desafinados, estremecidos e adiados. Pela culpa. Toda a culpa. Minha. Sua. Nossa culpa. Por tudo que foi e voou. E não volta mais, pois que hoje já é outro dia."
Caio Fernando Abreu.   (via borbulhais)
"Terminamos. Contou os anos? O tempo que eu esperei você mudar? Crescer? Ser diferente? Só quem passa por longas esperas sabe o inferno que é por dentro. Eu sempre falei que algum dia eu tinha que dizer não. Você sempre achou que fosse blefe, pois bem esse dia chegou. Foi duro pra você ver que me perdeu. Foi duro pra você ver que também erra e que não é essa perfeição que você achava ser. Saí sem peso nenhum, saí leve. Os dias foram passando e eu agi como qualquer ser normal agiria, continuei vivendo minha vida sem pensar em você. Vivi minha vida, meu bem. Vivi tão bem. Você por outro lado, chutou o balde. Se fez de vítima, gritou que sou um c-a-n-a-l-h-a e falou para suas amigas que eu não valia nada. Que te fiz sofrer. Se fez de forte e que não precisava de mim na sua vida, mas você precisava. Você precisa. No fundo você sabe, eu fui o melhor que você já teve em vida e que outro não fará o que eu fiz por ti. Mas você precisa mostrar para o mundo que superou. Que agora não acredita em amor e que vai ficar com todos sem amar ninguém. Tudo isso vai ser perfeito, até você chegar à sua casa e abraçar o travesseiro, caindo em choro e relembrando de como eu te fazia bem. Não é mesmo? rs. Se te conforta, não te culpo por não ter percebido antes, tem gente que nunca percebe a música que tá tocando até que ela para de tocar. Eu continuo agindo naturalmente, com meu café quente e com alguém que me dá valor. Espero que um dia você consiga o mesmo. Ou pelo menos um café quente pra te aquecer."
Milaahb em companhia de WallaceTedéski.  (via on-repairs)
Por mulher direita, malandro se ajeita.. 😉
"Mas de alguma maneira eu sabia que se você saísse por aquela porta, não iria mais voltar. E foi ai que eu percebi que se eu perdesse você, seria a mesma coisa de estar perdendo a mim mesma."
— E isso era uma droga.  (via desvalorizavel)
"Ela é “estranha”. Tem vergonha até pelo bate-papo, tem ciúmes até de foto. Chora ouvindo sua música preferida e grita quando se assusta. É escandalosa, porém tímida, isso depende se está ou não perto dos seus amigos. Aliás, quando ela está com os amigos, perde a vergonha na cara e só faz “merda”. Sim, ela é “estranha”, mas pelo menos procura ser feliz. Ela tem uma risada alta e ao mesmo tempo uma voz suave. Faz careta do nada. Come pipoca, brigadeiro e sorvete sem culpa. Conversa sozinha, canta errado, dança como uma louca em casa, dá risada dos tombos, faz palhaçadas, conta piada velha e acha maior graça, conversa com os animais, briga com objetos quando esbarra neles. Sim, ela é louquinha, mas quem não é? E sabe uma coisa? Dane-se. Pessoas “perfeitas” são um saco."
Caio Fernando Abreu.     (via k-alif)
"Mas as coisas vão acontecendo… as pessoas se vão, ou deixam de nos amar, ou não nos entendem, ou nós não as entendemos… E nós perdemos, erramos, magoamos uns aos outros. E o navio começa a rachar em determinados lugares. E então, quando o navio racha, o final é inevitável. (…) Mas ainda há um momento entre o momento em que as rachaduras começam a se abrir e o momento em que nós rompemos por completo. E é nesse intervalo que conseguimos enxergar uns aos outros."
Cidades de Papel.  (via abismadora)
THEME